Resenha na ilha

19:16:00

                        

Sinopse: Uma ilha deserta e ensolarada, com vegetação luxuriante e banhada por um mar cristalino pode ser o cenário de um sonho. Ou de um pesadelo...
Anna Emerson é uma professora de inglês de 30 anos desesperada por aventura. Cansada do inverno rigoroso de Chicago e de seu relacionamento que não evolui, ela agarra a oportunidade de passar o verão em uma ilha tropical dando aulas particulares para um adolescente.

T.J. Callahan não quer ir a lugar algum. Aos 16 anos e com um câncer em remissão, tudo o que ele quer é uma vida normal de novo. Mas seus pais insistem em que ele passe o verão nas Maldivas colocando em dia as aulas que perdeu na escola.

Anna e T.J. embarcam rumo à casa de veraneio dos Callahan e, enquanto sobrevoam as 1.200 ilhas das Maldivas, o impensável acontece. O avião cai nas águas infestadas de tubarão do arquipélago. Eles conseguem chegar a uma praia, mas logo descobrem que estão presos a uma ilha desabitada.

De início, tudo o que importa é sobreviver. Mas, à medida que os dias se tornam semanas, e então meses, Anna começa a se perguntar se seu maior desafio não será ter de conviver com um garoto que aos poucos torna-se homem
.


Resenha: Como já dito na sinopse, Anna é uma professora de inglês de 30 anos , com um relacionando que não anda pra frente e muito cansativo. Quando aparece a oportunidade de ir para Maldivas, e dar aulas particulares para o jovem T.J., ela não pensa duas vezes e aceita sem problema algum. Dessa forma ela pode aproveitar e refletir sobre seu relacionamento.

Por sua vez, T.J. não quer ir, ele prefere ficar em Chicago com seus amigos, mas seus pais o obrigam a ir.

Como os pais e as irmãs de T.J. já estavam em Maldiva, Anna e seu aluno embarcam no avião juntos rumo ao seu destino. Mas, infelizmente, um de seus voos ficou atrasado e ao chegarem ao local tinham que pegar um hidroavião, porém já estava escurecendo e perderam o último transporte do dia. Para sorte deles (não muita sorte) um piloto ofereceu leva-los até a ilha em que a família Callahan se encontrava, o que eles não pensaram foi que o piloto teria uma parada cardíaca, morrendo durante o voo, e o avião caindo em pleno mar cheio de tubarões.
O jovem aluno carrega sua professora desmaiada até uma praia e lá ficam até amanhecer, porém percebem que estão em uma das milhares ilhas desertas.

E assim passam os dias, restos do hidroavião aparecem na ilha, descobrem uma maneira de armazenar água das chuvas, descobrem frutas e até um animal na ilha. Eles passam o tempo conversando e se conhecendo, nadando com uma companhia maravilhosa de um animal e são surpreendidos pela presença  de outro nada amigável. E assim se passam as semanas, os meses e os anos, nossa querida protagonista divide a ilha com um adolescente que se torna um homem com muitos hormônios.

Será que vai acontecer algo entre eles ou vão ficar apenas como amigos?

Será que Anna e T.J. ficarão na ilha ou será que eles conseguirão voltar para suas casas?

Eu amei o livro, não consegui largar até acabar. Uma escrita maravilhosa e diferente, pois cada capítulo é contado por cada protagonista. Quando é Anna quem conta a escrita é leve me lembrou muito uma professora madura. Quando é a vez de T.J. a escrita lembra muito o jeito de um adolescente de 16 anos e conforme ele vai, amadurecendo a forma de contar vai mudando.
Amei os protagonistas , amei a história e a capa. Tracey Garvis Graves está de parabéns pelo seu primeiro romance.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Oieeee, tudo bom?

    Vi seu blog no Sebo Feminino.

    Bom, eu já li e gostei maaaaas não é um dos meus favoritos me pareceu um pouco "A Lagoa Azul", você teve essa mesma impressão? hahaha

    Enfim, gostei muito do blog e da resenha, é bom ver uma pessoa que leu o mesmo livro e tem uma percepção diferente da nossa.

    Se puder, dá um passadinha e conheça o meu blog.

    Beijos;**

    http://www.paixoniteliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Taynara, tudo ótimo.

      Fico muito feliz que tenha gostado.

      Também tive essa sensação, mas gostei muito livro.

      Claro, olharei sim =)

      Excluir

Parceiros

Parceiros
Editora Chiado